Hospital do Coração realiza campanha de prevenção ao AVC

O Hospital do Coração de Mato Grosso do Sul marcou a Semana Mundial do AVC, de 24 a 31 de outubro, com uma intensa campanha preventiva à segunda maior causa de morte no mundo. As ações envolveram a conscientização do público no Pátio Central Shopping, a realização de um Simpósio, dia de ginástica no Belmar Fidalgo, para fixar na população hábitos de vida mais saudáveis, e muito mais.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), uma em cada seis pessoas terá o problema ao longo da vida. Por isso, tanto a prevenção quanto o tratamento são tão importantes. “A prevenção pode evitar 90% dos casos e o reconhecimento dos sinais de alerta do AVC. Já o rápido tratamento de urgência em um centro de AVC diminui a chance de sequelas. A nossa campanha foi de extrema importância para essa conscientização”, explica a neurologista Rebeca Gigante, que fez parte da organização da campanha em Campo Grande.

Entre as ações da campanha em 2018, o Hospital do Coração promoveu:

  • A iluminação do relógio da avenida Calógeras e da fachada do Hospital do Coração de azul, cor que simboliza a campanha;
  • Simpósio sobre AVC para profissionais da saúde;
  • Mobilizações com serviços para a população;
  • E o I Encontro de Pacientes, familiares e cuidadores de pessoas com AVC.

Os desdobramentos da campanha foram muito importantes para o combate à doença no estado.  I Encontro de Pacientes, Familiares e Cuidadores de Pessoas com AVC teve como consequência a criação de um grupo de apoio. O Hospital do Coração sagrou-se como um centro de referência no tratamento ao AVC no estado, contando tanto com estrutura quanto com equipe especializada no atendimento da doença. Prova disso é que, durante a campanha, foi inaugurada a primeira unidade especializada em AVC no Estado.

AVC: tempo e qualidade no atendimento fazem toda a diferença

Um acidente vascular cerebral (AVC) não costuma ser silencioso. Frequentemente ele dá algum sinal de que está se aproximando. É preciso ter cuidado! O AVC é uma das doenças que mais mata no mundo, assim como é a maior causa de incapacidade da população com idade acime dos 50 anos. O comprometimento devido as sequelas vai depender, em grande parte, do tempo gasto para o primeiro atendimento. Portanto, ao primeiro sinal de sintoma, chegue o mais rápido possível a um centro de referência.

Mas afinal, o que é o AVC? É um entupimento ou ruptura de um vaso sanguíneo do cérebro; essa doença acontece de duas formas:

Oitenta por cento dos casos de AVC são isquêmicos e 20% hemorrágicos. Isso significa que, na maioria das vezes, é possível reverter se houver intervenção médica em um centro de referência.

 

Detectar os primeiros sintomas é fundamental. E quais são? Dores de cabeça súbita e sem causa aparente, dificuldade de fala e dormência nos membros podem ser sinais de que o AVC está se avizinhando.   Também são sinais do acidente vascular cerebral um quadro de confusão mental, alteração na fala e na visão repentinos. Se perder o equilíbrio e a coordenação, também fique alerta.

 

Tempo é um fator crítico no tratamento

Um dos  tratamentos na fase aguda do AVC pode ser feito através da trombólise, que é a administração de um remédio na veia que dissolve o coágulo, só pode ser feito até 4 horas e 30 minutos após o seu início. Quanto mais precoce o atendimento, melhores os resultados.

Outro fator indispensável ao prognóstico (que é predição do curso ou do resultado provável de uma doença) do paciente que sofre um AVC é a qualidade do pronto atendimento. Ou seja, ao escolher um Pronto Socorro para levar o seu familiar, amigo ou conhecido, pense numa unidade de referência de atendimento ao AVC, formada por médicos, enfermeiras e vários tipos de terapeutas experientes, além de estrutura condizente.

Portanto, para chegar rápido a estas unidades hospitalares de referência é importante conhecer o telefone do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que faz o transporte pré-hospitalar no Brasil – 192.

E, se você tem um plano de Saúde com serviço pré-hospitalar, conheça esse número e o tenha sempre à mão.

O aplicativo AVC Brasil (gratuito pra Android e Iphone) também é uma ferramenta muito útil para conhecer o Hospital mais próximo que presta atendimento ao AVC agudo. O App disponibiliza endereço, telefone e mapa com georreferenciamento. Além disso, permite salvar um perfil com contato de emergência, lembra os sintomas cardinais e o número do SAMU.

Baixe o app:

Para Android

https://play.google.com/store/apps/details?id=br.com.deway.avcbrasil&hl=pt_BR

Para iPhone

https://itunes.apple.com/br/app/avc-brasil/id1074058079?mt=8

 

 

 

O que é um centro de referência para o tratamento do AVC?

Os critérios são definidos pelo Ministério da Saúde e são divididos entre Centro de Atendimento de Urgência Tipo I, Tipo II e Tipo III. Em linhas gerais, eles precisam ter estrutura específica e staff preparado. Veja a seguir o que os diferencia:

Tipo I:

Estabelecimentos hospitalares que desempenham o papel de referência para atendimento aos pacientes com AVC, os quais disponibilizam e realizam o procedimento com o uso de trombolítico, conforme Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas por escrito.

Tipo II

Além dos quesitos necessários para o Tipo I, deve contar com Unidade de Cuidado Agudo ao AVC (U-AVC Agudo). Necessita também de área física definida, no mínimo, com 5 leitos, exclusivamente destinados ao atendimento do paciente com AVC (isquêmico, hemorrágico ou acidente isquêmico transitório), durante a fase aguda (até 72 horas da internação), oferecendo, inclusive tratamento trombolítico endovenoso para o AVC isquêmico. O atendimento é feito de forma multiprofissional, coordenado por neurologista inclui fisioterapia e fonoaudiologia.

Tipo III

Além dos quesitos necessários para o Tipo II, deve contar com Unidade de Cuidado Integral ao AVC (U-AVC Integral). A U-AVC Integral inclui a U-AVC Agudo, podendo compartilhar ou não o mesmo espaço físico. É necessário possuir, no mínimo, 10 leitos e objetivar o atendimento da totalidade dos casos de AVC agudo admitidos na instituição (exceto aqueles que necessitarem de terapia intensiva e aqueles para os quais for optado por suporte com cuidados paliativos). Tem, também, o papel de dar continuidade ao tratamento da fase aguda, reabilitação precoce e investigação etiológica completa. Deve contar com Ambulatório especializado para dar suporte à Rede (preferencialmente próprio ou referenciado).

 

Referências:

Artigos acadêmicos

https://scholar.google.com.br/scholar?q=rede+avc+brasil&hl=pt-BR&as_sdt=0&as_vis=1&oi=scholart

 

Rede Brasil AVC

http://www.redebrasilavc.org.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Dia do marca-passo: Médicos fazem campanha a Vida por um Fio

Em 2017, vários idosos foram atendidos pelos médicos do Hospital do Coração.

Na próxima segunda (24/09), haverá atendimento de graça no Belmar Fidalgo, das 6h às 9h, e no Pátio Central, das 10h às 15h, para prevenção contra doenças do coração

Pelo quinto ano consecutivo, médicos credenciados pelo Departamento de Estimulação Cardíaca Artificial (Deca) vão orientar, em Campo Grande, a população com campanha preventiva de conscientização sobre o Dia do Portador do Marca-passo.
Na próxima segunda (24/09), a partir das 6h até as 9h, os profissionais da saúde estarão com aferição de pulso, da pressão arterial, distribuição de informativos e orientações nutricionais no Belmar Fidalgo. Em seguida, o grupo segue para o Shopping Pátio Central e fará o atendimento gratuito, das 10h às 15h.

No evento de 2017, a população foi informada sobre as precauções que se devem ter em relação ao marca passo.

A Vida por um Fio é mensagem que será repassada pelos médicos. “Nesse dia criado para lembrar do portador do marca-passo, a nossa missão é mostrar que uma pessoa com implante vascular pode levar uma vida normal e orientar os seus parentes e amigos”, explica o cirurgião cardio-vascular Mauro Cosme Gomes de Andrade, diretor do Hospital do Coração, e responsável pela campanha no Estado.

O atendimento, segundo o médico, também contribui para que pacientes possam reavaliar as condições de seus dispositivos. “No ano passado, alguns estavam com o marca-passo que não fazia mais diferença para assegurar o ritmo certo dos batimentos cardíacos. Simplesmente, fez o implante pelo Sus e não retornou mais ao médico para exames de rotina”, recorda o médico.
A campanha também incentiva a redução de problemas cardíacos. “Paramos nossas atividades em consultório e cirúrgicas no hospital para conscientizar o maior número de pessoas sobre medidas preventivas e pela escolha da qualidade de vida com boa alimentação e exercícios físicos. Por isso é tão necessária essa data no calendário da saúde”, comenta o cirurgião cardiovascular Mauro Cosme Gomes Andrade.
Os profissionais da saúde contam com a parceria das empresas Hospital do Coração, Biocath Medtronic e Biotronik MS e o apoio da Fundação Municipal de Esporte com a cedência do Belmar Fidalgo e da administração do Shopping Pátio Central. O Belmar Fidalgo fica na Rua Dom Aquino, 2536, e Pátio Central, na Rua Marechal Candido Mariano Rondon, 1380.

Hospital do Coração garante segurança aos pacientes

Quando você é internado no Hospital do Coração, pode ficar 100% tranquilo em relação ao seu tratamento. Você não sabe, mas nos bastidores existem uma equipe de farmacêuticos e protocolos postos em prática para que a sua passagem seja a mais segura possível.

Segundo a Farmacêutica Diretora Técnica do Hospital do Coração, Maria Augusta Quilião de Oliveira, a segurança terapêutica do paciente se inicia na admissão e tem prosseguimento em toda a sua trajetória dentro do Hospital do Coração.

Na etapa da entrevista, são levantados o histórico de saúde, alergias e medicamentos que o paciente faz uso contínuo. Isso é para que o paciente não tenha reação aos medicamentos e para que não haja descontinuidade nos medicamentos que o paciente eventualmente utiliza.
Já durante a internação, e diariamente, é avaliado se o paciente está tendo uma melhora de seu quadro.

No Hospital do Coração, 100% das prescrições são avaliadas pela farmácia clínica. “Isso representou uma importante redução no número de eventos adversos, o que se traduz em segurança para o paciente”, explica Maria Augusta.

Por trás desse cuidado todo está a certificação ONA, espécie de ISO do ramo hospitalar. O Hospital do Coração é o único em Mato Grosso do Sul que possui o nível 2. Essa certificação reflete em todos os setores do hospital, o que aumenta imensamente a segurança para o paciente.

HCMS vai renovar Certificação ONA

Você sabia que o Hospital do Coração de Mato Grosso do Sul (HCMS) foi o primeiro a obter a Certificação ONA e que, a cada quatro meses realiza uma recertificação? O hospital recebeu a acreditação em 2012 e já está no nível dois de três possíveis. Recentemente, o hospital recebeu a visita de auditores para renovar a certificação, que deverá ser renovada em outubro.

Com a Certificação ONA, a margem de erro dos procedimentos e serviços médicos é minimizada ao extremo. “Nos mobilizamos para conquistar a certificação hospitalar para aumentar a segurança do paciente, para que nada de mal ocorra com ele”, explica a sócia-proprietária do HCMS, Renata de Rezende Kroetz.

A Certificação ONA é como uma ISO e serve para aumentar o nível de organização de um hospital. Com isso, reduz-se as possibilidades de erros hospitalares, como exames equivocados, medicamentos fora do horário ou um procedimento que não tenha a ver com o problema de saúde do paciente, por exemplo.

De acordo com Renata, as regras da certificação precisam ser adotadas por todos os funcionários, 530 no total, e corpo clínico, que conta atualmente com 100 médicos.

 

 

O que é a acreditação hospitalar?

 

É uma certificação de qualidade, como a ISO, por exemplo, mas exclusiva para instituições de Saúde. Trata-se de um método de avaliação voluntário, periódico e reservado dos recursos institucionais de cada hospital para garantir a qualidade da assistência por meio de padrões previamente definidos.

A importância do Check Up.

O check-up é uma avaliação médica de rotina associada a exames específicos de acordo com idade, sexo e histórico pessoal e familiar.

O diagnóstico precoce é fundamental para elevarmos os índices de cura das doenças. A revisão de saúde sistemática e individualizada, onde o paciente transmite ao seu médico os diferentes sinais, sintomas e queixas e então o médico indica os exames específicos de acordo com as características individuais de cada pessoa (fator de risco, histórico precoce de doenças, histórico familiar) é uma forma de buscarmos o diagnóstico exato e assim melhorarmos a qualidade de vida e otimizarmos a chance de cura e também buscando o alívio dos sintomas das doenças.

 

Dicas para o check-up:

– Realize periodicamente seu check-up.

– Traga seus exames anteriores para serem avaliados. Mulheres deverão trazer mamografias e ultrassonografias de mamas anteriores.

– Informe sempre para o médico do check-up o nome e contato de seu médico.

– Avise seu médico que fará check-up. Ele poderá agregar informações e orientações para sua avaliação de acordo com seu histórico.

– Siga as orientações sugeridas no check-up. Caso não tenha um médico, eleja aquele que será de sua confiança para segui-las. De nada adianta realizar uma avaliação e não cumprir metas estabelecidas. Afinal, seu objetivo com o check-up é melhorar a sua saúde.

https://hospitalsiriolibanes.org.br/hospital/especialidades/centro-acompanhamento-saude-check-up/Paginas/o-que-e-check-up.aspx#sthash.YCaLeZ2E.dpuf

AVC – Vídeo explicativo

O AVC (Acidente Vascular Cerebral), popularmente conhecido como “derrame”, tem acometido aproximadamente 100 mil pessoas fatais todos os anos. Por esse motivo o Hospital do Coração de Mato Grosso do Sul considera fundamental a veiculação de medidas de esclarecimento e prevenção que vão desde o controle arterial, níveis de colesterol, da taxa de glicose e passam por práticas de exercícios físicos, alimentação correta, não ingestão de álcool em excesso e não fumar.

Com essas ações conseguimos maior qualidade de vida e diminuímos muito o risco do AVC.

Neste vídeo a Dra. Rebeca Gigante, Neurologista do Hospital do Coração de Mato Grosso do Sul, esclarece dúvidas frequentes sobre o AVC.

O infarto dá sinais antes mesmo de acontecer, saiba quais são!

Os problemas cardíacos são os maiores responsáveis por mortes em todo o mundo. No Brasil são mais de 300 mil casos a cada ano, sendo que 80 mil chegam a óbito (1 morte a cada 5 minutos, segundo o Ministério da Saúde). Nos Estados Unidos esse número chega a quase 800 mil ataques por ano.

 

O infarto acontece quando há um impedimento físico de que o oxigênio alcance alguma parte do coração; sem oxigênio por tempo suficiente a área afetada morre.

 

Quando se fala em infarto logo vem à mente uma pessoa de meia-idade ou idosa, estressada, fumante, obesa, diabética e sedentária. Mas, essa imagem tem mudado nos últimos anos. Desde 2013 os casos de infarto entre jovens vêm crescendo assustadoramente, o número de jovens que enfartam ou operam do coração tem crescido.

 

Os motivos para tais números alarmantes têm várias razões, que vão desde histórico familiar, passando por hábitos insalubres de alimentação e cuidados preventivos, até uso de tabaco e drogas – especialmente a cocaína. Segundo especialistas, o risco de um infarto é 24 vezes maior imediatamente após o uso dessa droga.

 

FATORES DE RISCO

Histórico familiar

Se há casos de infarto na família – especialmente dos pais, há grande risco de os filhos virem a sofrer infarto. Especialmente se o infarto se deu antes dos 50 anos para o pai e mesmo aos 65 anos para mãe e ou irmã. Também há que se considerar os riscos para doença cardíaca nos pais como hipertensão, diabetes e arteriosclerose.

 

Doenças prévias

Doença coronariana, diabetes, hipertensão, colesterol alto, tabagismo, obesidade, depressão são doenças que podem causar ou agravar doenças cardíacas.

Nos casos agudos, um estresse emocional, fumo, frio intenso ou uso de cocaína podem levar a uma contração da artéria coronária causando o infarto.

 

Sintomas precoces

Ninguém deve ser pego de surpresa por um assassino que costuma avisar bem antes que está prestes a atentar contra sua vida. Realizar check-ups anuais podem ajudar a afastar o risco. Se você está no grupo de risco (ou se não está também), veja os sinais que o corpo dá de que você pode estar caminhando para um ataque do coração.

  • Cansaço extremo e sem causa aparente
  • Tonturas, vertigens
  • Náuseas
  • Perda de apetite
  • Vômitos
  • Desmaios
  • Desconforto no peito
  • Fraqueza
  • Problemas de sono
  • Dores nos braços, ombros e costas
  • Dor de estômago

 

 

É útil lembrar que é necessário pelo menos seis destes sinais para que se suspeite de um possível aviso de infarto. Sintomas isolados não devem ser motivo de alarme.

Independentemente de se estar no grupo de risco, todos devem procurar um estilo de vida saudável se querem evitar doenças. Hábitos que proporcionem melhor saúde, como alimentação à base de vegetais – frutas, legumes, verduras e cereais, exercícios físicos, ajudam no bom funcionamento do coração. Problemas e preocupações relacionadas a dinheiro e posição social costumam ser um gatilho para o infarto.

Também uma melhor qualidade de vida através da desaceleração no cotidiano, diminuição do estresse e busca de atividades prazerosas, contato com familiares e amigos, lazer, descanso e bom sono, são fundamentais para uma vida longa e saudável.

Ação Doação de Sangue 2017

Alguns dos nossos colaboradores do Hospital do Coração de Mato Grosso do Sul estiveram presentes no HEMOSUL realizando doação de sangue. Este gesto tão nobre que ajuda a salvar vidas. Organize seu dia e tire um tempo para contribuir, lembrando que com apenas uma doação você ajuda até 4 pessoas.

Requisitos para ser doador: goo.gl/huAJQs
Confira as fotos da ação em nossa galeria.

 

Festa de Confraternização 2017

Confira as fotos da Festa de Confraternização dos Funcionários do Hospital do Coração, o evento foi realizado no sábado (18) de novembro. Contou com a presença de 500 pessoas, entre funcionários e familiares, que lotaram o salão do SINTERPA – Sinterpa Sindicato dos Trabalhadores da Agraer, de alegria e descontração.

No evento, foram premiados funcionários de 20, 15, 10 e 5 anos de empresa, crianças e familiares presentes. Além de um delicioso churrasco, todos participaram de um bingo e confraternizaram com música e muito amor.